Bebê que aparece em capa de disco do Nirvana, processa a banda por exploração sexual

Divulgação

O famoso bebê que aparece na capa do disco ‘Nevermind’ da banda Nirvana, está processando a banda. Isso porque ele diz ter sido explorado sexualmente quando era criança.

Segundo o jornal “The Guardian”, o processo aberto na Califórnia, nos Estados Unidos, cita diversas partes e conta com 15 réus, incluindo membros da banda, a viúva de Kurt Cobain, Courtney Love e a gravadora que lançou e distribuiu o álbum desde o seu lançamento, em 1991.

A publicação ainda cita que o rapaz, hoje com 30 anos, pede uma indenização de US$ 150 mil (aproximadamente R$787 mil) de cada parte envolvida, além de pedir que seu caso seja analisado por um júri.

Os advogados apontam que “houve exploração sexual infantil comercial, desde quando Elden era menor de idade até os dias atuais”. Afirmam também que a imagem faz com que o garoto se assemelhasse a “um trabalhador do sexo – agarrando-se por uma nota de um dólar”.

Elden diz que sofreu danos permanentes com a capa, incluindo “sofrimento emocional extremo e permanente com manifestações físicas”.

A defesa alega também que Elden nunca foi pago para aparecer na capa e que os pais dele não assinaram nenhuma autorização com direitos de imagem. Informações prévias davam conta de que os pais dele receberam US$ 250 na época para o ensaio exclusivo da imagem que foi feita especialmente para o álbum.

Deixe uma resposta

Insira seu comentário
Insira seu nome